Quinze minutos.

24/03/2017


Poxa, era lindo ver como a voz dela cantarolando encaixava -se perfeitamente no som de cada pingo que caia do chuveiro, enquanto passava o pente nos fios longos e negros de cabelo molhado, mexia o quadril sincronizadamente com a melodia da música. Encostado na porta do banheiro eu vi, que ela era a mulher da minha vida.
Ela mergulhou a cabeça debaixo do chuveiro como se fosse o primeiro banho de sua vida, soltou um suspiro de alívio e leveza. E eu continuei lá, parado, a olha- la.
Desligou o chuveiro, a abriu o box e enrolou-se na toalha. Ao perceber que eu estava ali, ela sorriu. Porra e que sorriso!!! Um sorriso cheio de alegria, felicidade. Um sorriso cheio de... Amor.
Pisou na ponta do pé até a pia, prendeu o cabelo e veio em direção a mim. Sem dizer nada apenas me beijou e saiu. 15 minutos, foi necessário 15 minutos para que eu tivesse a certeza que estava com a mulher da minha vida.